terça-feira, 10 de agosto de 2010

Ave simbolo de Bonito.



Bonito agora tem Dia Municipal das Aves e sua Ave Símbolo


Na última terça-feira (07) foi aprovado na Câmara Municipal de Bonito o Projeto de Lei do vereador Reginaldo Nunes, mais conhecido como Nandinho dos Correios, que institui o dia 03 de outubro como o Dia Municipal das Aves, e o udu-de-coroa-azul como ave-símbolo da cidade.
A indicação do dia 03 de outubro, proposto por Tietta para ser comemorado o Dia Municipal das Aves, é por estar próximo ao aniversário da cidade (02/10), do dia de São Francisco, protetor dos animais (04/10), e do Dia Nacional das Aves (05/10). Essas datas em sequência poderão ser celebradas com atividades escolares e ambientais, de forma a atrair a atenção de visitantes interessados em observar aves na região.
O udu é uma ave belíssima e bem comum nas matas ciliares da região. Em poucos lugares ela e tão facilmente vista como aqui, podemos vê-la em todos os sítios turísticos, incluindo o Balneário. É muito valorizado pelos observadores e o melhor, ainda não é símbolo de nenhuma cidade onde é registrada. Nosso udu não está ameaçado, mas as populações da mata atlântica nordestina estão em risco.


Observação de Aves na região
O Planalto da Bodoquena abriga a maior extensão de florestas naturais do Mato Grosso do Sul ainda preservadas, protegidas por Unidades de Conservação e extensões de mata dentro de propriedades rurais exploradas pelo turismo. Toda esta riqueza oferece grandes oportunidades para o turismo de observação de aves, uma das atividades de maior crescimento atualmente no Brasil e no mundo, com grande apelo conservacionista devido à necessidade das áreas naturais para diversidade de avifauna em seus variados nichos ecológicos. A região tem grande vocação para esta atividade, visto terem sido registradas até o momento mais de 400 espécies na região, entre elas espécies ameaçadas como a arara-azul (Anodorhynchus hyacinthinus) e endêmicas do Cerrado, como a gralha-do-campo (Cyanocorax cristatellus) e o bico-de-pimenta (Saltator atricollis).


A boa infra-estrutura de Bonito permite a implantação de roteiros para observadores de aves, aumentando a oferta turística da região de forma sustentável. Em pesquisa realizada em 2005, ficou demonstrado o potencial e o interesse de empreendedores, operadoras e guias de turismo em desenvolver esta atividade, ainda que os resultados também tenham indicado carência de roteiros específicos e guias capacitados para a condução dos observadores. Por diversas vezes a região foi citada no Encontro Brasileiro de Observação de Aves/Avistar, evento que acontece desde 2006, mesmo que timidamente representada pelos empresários e guias locais.


Investimento
Em outubro de 2008 foi realizado o primeiro treinamento de guias de turismo para condução de observadores de aves na região, com participação de 18 profissionais. Durante uma semana intensiva de curso, foram apresentados diversos temas ligados à pratica em campo, reconhecimento das espécies, condução de grupos em ambientes naturais e conservação das aves. Foram visitados sete sítios turísticos nos municípios de Bonito, Jardim e Miranda, com identificação de 161 espécies pelos participantes ao longo da semana. Ao final do treinamento, os guias estavam preparados para conduzir observadores de aves, mostrando-se capazes de reconhecer as aves mais comuns da região, atingindo os objetivos do curso.



Entretanto, para atrair o interesse do público internacional e do crescente mercado brasileiro, não basta somente o investimento privado, faz-se necessário o apoio do município a estas ações, divulgando a diversidade e a importância de nossa avifauna.

Segundo a Tietta, "Esta foi uma boa oportunidade não apenas para conseguir apoio futuro da prefeitura na divulgação de Bonito e região como um destino para observação de aves, mas também para motivar atividades de conservação e educação ambiental".


Fonte: Site Atratur


AGTB-Participa Plano desenvolvimento sustentável

PDITS - Polo Serra da Bodoquena

A SEPROTUR e a AGRICON Consultoria realizam uma oficina no dia 06 de Agosto de 2010 para divulgação e validação dos resultados do diagnostico denominado pólo Campo Grande e região. E uma das etapas do processo de elaboração do Plano de desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável da região. Através desta oficina foram levantados vários pontos onde inclusive a falta de novos cursos de guias de turismo no município. Aguardamos as próximas etapas para dimensionar as novas diretrizes do nosso turismo.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Parceria AGTB com Festival de Inverno.


Pelo segundo ano consectivo a AGTB faz parceria com Festival de Inverno de Bonito para promoção e divulgação do evento, como no primeiro ano foi um sucesso.

Com a camiseta os guias de turismo divulgam e preparam os visitantes para o futuro onde muitos acabam retornando para prestigiar o evento.